Senadores que votaram contra trabalhadores guardem esses nomes

Senadores que votaram contra trabalhadores guardem esses nomes – após brava resistência das senadoras da oposição, o Senado(sic), aprovou a Reforma Trabalhista por 50 votos a favor e 26 contra.

Como disse Gleisi Hoffmann, não estamos num Estado Democrático, e esse governo golpista está pagando a fatura do golpe cruel à maioria do povo brasileiro.

Vendem-se terras brasileiras a estrangeiros, acabam com a indústria naval, entrega-se a Petrobrás às petrolíferas estrangeiras, a preço de banana, e aprovam uma Reforma Trabalhista, que remete os trabalhadores brasileiros à década de 1920, numa retirada de direitos impensáveis a uma década atrás.

Para a elite do empresariado, os milionários que apoiaram vigorosamente e financeiramente a derrubada de uma presidenta honesta, com aval do STF, que sequer julgou o mérito do impeachment (golpe mesmo), hoje é dia de comemorar, brindar a volta da escravidão com champagne Dom Perignon.

Aos trabalhadores, sobra a tristeza de que apesar de alguns bravos guerreiros tenham saído às ruas para lutar pelo que é seu por direito, defendendo o que foi conquistado em mais de 100 anos de lutas, a grande maioria preferiu assistir, no sofá, o desfecho de uma batalha sem luta à altura, e ver escorrer pelo ralo da história, tudo o que foi construído para fortalecer o trabalhador do poder do patrão.

Senadores que votaram contra trabalhadores guardem esses nomes
Senadores que votaram contra trabalhadores guardem esses nomes

Senadores que votaram contra trabalhadores guardem esses nomes

– para que em 2018, quando forem pedir seu voto, você saiba não dar, como protesto, seu voto a alguém que votou sempre contra você, seus direitos e garantias, e pela falsidade que te influenciaram quando, descaradamente, mentiam, nas ruas e nas TVs.

A Favor da volta da escravidão, também chamada de Reforma Trabalhista(sic)

PMDB
Airton Sandoval (SP)
Dário Berger (SC)
Edison Lobão (MA)
Elmano Férrer (PI)
Garibaldi Alves Filho (RN)
Jader Barbalho (PA)
João Alberto Souza (MA)
José Maranhão (PB)
Marta Suplicy (SP)
Raimundo Lira (PB)
Romero Jucá (RR)
Rose de Freitas (ES)
Simone Tebet (MS)
Valdir Raupp (RO)
Waldemir Moka (MS)
Zeze Perrella (MG)

PSDB
Aécio Neves (MG)
Antonio Anastasia (MG)
Ataídes Oliveira (TO)
Cássio Cunha Lima (PB)
Dalirio Beber (SC)
Flexa Ribeiro (PA)
José Serra (SP)
Paulo Bauer (SC)
Ricardo Ferraço (ES)
Tasso Jereissati (CE)

PP
Ana Amélia (RS)
Benedito de Lira (AL)
Ciro Nogueira (PI)
Gladson Cameli (AC)
Ivo Cassol (RO)
Roberto Muniz (BA)
Wilder Morais (GO)

PR
Cidinho Santos (MT)
Magno Malta (ES)
Vicentinho Alves (TO)
Wellington Fagundes (MT)

PSD
José Medeiros (MT)
Lasier Martins (RS)
Omar Aziz (AM)
Sérgio Petecão (AC)

DEM
Davi Alcolumbre (AP)
José Agripino (RN)
Ronaldo Caiado (GO)

PRB
Eduardo Lopes (RJ)
Fernando Coelho (PE)

PPS
Cristovam Buarque (DF)

PSB
Roberto Rocha (MA)

PSC
Pedro Chaves (MS)

PTB
Armando Monteiro (PE)

Votaram com os trabalhadores, e contra a maldita e atrasada Reforma Trabalhista(sic)

PT
Fátima Bezerra (RN)
Gleisi Hoffmann (PR)
Humberto Costa (PE)
Jorge Viana (AC)
José Pimentel (CE)
Lindbergh Farias (RJ)
Paulo Paim (RS)
Paulo Rocha (PA)
Regina Sousa (PI)

PMDB
Eduardo Braga (AM)
Kátia Abreu (TO)
Renan Calheiros (AL)
Roberto Requião (PR)

PSB
Antonio Carlos Valadares (SE)
João Capiberibe (AP)
Lídice da Mata (BA)

PCdoB
Vanessa Grazziotin (AM)

PDT
Ângela Portela (RR)

PODEMOS
Romário (RJ)

PSD
Otto Alencar (BA)

PSDB
Eduardo Amorim (SE)

PTB
Telmário Mota (RR)

PTC
Fernando Collor (AL)

PV
Alvaro Dias (PR)

REDE
Randolfe Rodrigues (AP)

Sem partido
Reguffe (DF)

Lavaram as mãos, se abstendo ou não comparecendo à sessão -nas próximas eleições podem alegar que não votaram a favor, mas sabemos que apenas sabiam do resultado garantido e não quiseram se expor politicamente.

...

Lúcia Vânia (PSB-GO)
Acir Gurgacz (PDT-RO)
Hélio José (PMDB-DF)
Maria do Carmo Alves (DEM-SE)

Aurelio Martuscelli

Blogueiro, músico, pesquisador das relações humanas

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Sua opinião é importante, educação e respeito são sempre bem-vindos!

wpDiscuz
Close